Apresentação

O projeto Conversando Sobre Drogas destina-se aos alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental II. Foi desenvolvido com o intuito de esclarecer sobre o tema “prevenção ao uso de drogas”, de uma maneira clara e objetiva, trazendo dados estatísticos, consequências do uso de drogas, aspectos legais e outras informações relevantes.

Além dos livros dos alunos, o projeto traz um livro informativo para as famílias dos jovens, de maneira a instruir e preparar os familiares para que o diálogo aconteça também em suas casas, e um livro específico para os professores, com o objetivo de contribuir para as discussões que deverão ocorrer em sala de aula.

Ao abordar em seus livros conteúdos relacionados aos agravos à saúde decorrentes do abuso de drogas, tratando-os por meio de reflexão e diálogo, o projeto atende ao disposto no documento do Tema Transversal Saúde, dos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs, elaborados pelo Ministério da Educação.

Os dados e informações constantes nos livros do projeto foram levantados por equipe multidisciplinar composta por profissionais de elevada qualificação.

Livro do Aluno

Para cada um dos quatro anos do Ensino Fundamental II, o projeto disponibiliza um livro específico para o aluno. Neles, o crescimento do consumo de drogas – lícitas e ilícitas – no Brasil, em particular do crack, é abordado pela ótica do mundo adolescente: informação contextualizada, linguagem multimidiática, recursos de criação literária, personagens representativos do universo adolescente.

Cada um dos quatro livros do aluno tem como objetivo esclarecer os jovens sobre as verdades do mundo das drogas, mostrando as consequências do consumo. Acredita-se que, de posse dessas informações, eles poderão ter consciência de suas escolhas e buscar uma vida saudável. É importante saber que as escolhas que fizermos na adolescência irão refletir diretamente na vida adulta.

Além dos dados técnicos, legais e sociais do uso de drogas pelos jovens em nosso País, o livro traz várias atividades interdisciplinares para serem desenvolvidas, discutidas e refletidas por eles, na escola, com seus colegas e professores, e uma reflexão interna e pessoal sobre o assunto.

Aluno:

Livro paradidático de acordo com a sua série.

Família:

Livro de orientação para a família

Professor:

Um livro com orientações a serem trabalhadas em sala de aula, mais o livro da família e os livros dos alunos.

Livro da Família

O Livro da Família incorpora proposta a ser apresentada aos familiares com base nos livros do aluno. Nele, são inseridas informações importantes, visando a aproximar a família do tema e, consequentemente, prepará-la para apoiar o jovem.

Livro do Professor

O Livro do Professor apresenta aos educadores a importância de debater o tema com os jovens, os objetivos do material (prevenir por meio da informação), e sugestões de abordagem e discussão dos temas que compõem os livros do aluno.

6º ano

7º ano

8º ano

9º ano

Livro
Interativo

Os livros para os alunos do projeto Conversando Sobre Drogas possuem tecnologia que aproxima os materiais físicos dos digitais. Os QR BOOK (ou “código QR”) são ícones que, quando lidos por tablets e smartphones, dão acesso a conteúdos pedagógicos digitais. Com esses sistema, os estudantes podem acessar melhor dos mundo – dos materiais impressos e dos materiais digitais oferecidos pelo projeto Conversando Sobre Drogas. Para ter acesso a esses dispositivo, basta possuir um celular, smartphone ou tablet com câmera e conexão à internet e baixar gratuitamente um leitor de QR Code, software que pode ser encontrado em vários sites na internet.

Capacitação Docente

Os autores do projeto entendem que a participação de educadores capacitados é muito relevante para a consecução do objetivo de fundamentar o engajamento dos alunos, das famílias e da comunidade educacional pelo resgate de uma vida saudável, longe das drogas. A capacitação docente é composta por uma palestra de abertura e atividades de treinamento presencial, complementadas por oficinas temáticas. O número de horas de treinamento presencial e oficinas temáticas será calculado em função da quantidade de kits do aluno e do professor adquiridos. O cronograma da formação será definido em conjunto com a equipe da Secretaria.

- PALESTRA DE ABERTURA

Apresentação do projeto Conversando Sobre Drogas para diretores de escola, coordenadores pedagógicos e professores.

- TREINAMENTO PRESENCIAL

Dirigido a coordenadores pedagógicos e docentes, o treinamento presencial tem como metodologia apresentar o material a ser desenvolvido, com instruções claras de abordagem, linguagem e preparo, além de formação técnica sobre o assunto.

- OFICINAS TEMÁTICAS

Realizadas ao longo do período de execução do projeto.

A Autora

Márcia Honora é fonoaudióloga, mestra em Educação e há muito tempo dedica seus estudos à inclusão de pessoas com deficiência e a diversidade humana. É autora de 121 livros, entre eles, mais de 50 paradidáticos sobre a temática da educação e da diversidade.

Usar ferramentas da leitura para falar da vida real? Um desafio. Para falar da vida real em sua expressão mais dura, a perda de jovens para as drogas? Um desafio muito maios. Por isso mesmo, foi inevitável abraçar a tarefa. Porque há urgências que precisam ser trazidas à tona, e a literatura sempre se prestou a falar do que é difícil, mas necessário.

Márcia Honora – Autora

Amparo Legal

A coleção pode ser adquirida pela Secretárias de Educação, Saúde ou Assistência Social. Na Educação, as despesas com o projeto caracterizam-se como Manutenção e Desenvolvimento de Ensino – MDE, conforme estabelecido pela Lei 9.394/1996, podendo ser suportadas inclusive, por recursos do FUNDEB ou com o complemento dos 25% do repasse municipal.

Trabalhando o tema no projeto

Os livros do projeto Conversando Sobre Drogas não são um mero receituário de perguntas e respostas ensaiadas, até porque o adolescente, pela própria natureza de seu processo de amadurecimento, rejeita qualquer caminho pronto e pavimentado pelos valores dos “mais velhos”. O que se propõe, em cada página do livro do aluno, é o desafio do conhecimento de causa. Um conhecimento a ser adquirido com base no debate aberto e na contraposição de visões.

Em cada atividade, cada convite à reflexão, o que se faz é a construtiva provocação sobre o estar no mundo, com o olhar voltado para o futuro e para as maravilhas de ser “dono do próprio destino”, uma condição negada a quem usa droga.

Para falar com o público infanto-juvenil, crianças e pré-adolescentes é preciso um discurso que seja compreendido, mas, principalmente, aceito. O adolescente precisa “se ver” no que está lendo. Precisa reconhecer valores, expectativas, inquietações. O jovem precisa, enfim, de um livro com um espírito como o seu: jovem. Tendo essa convicção como ponto de partida, os livros do Projeto transpõem o discurso da ficção adolescente para a temática das drogas.

© COPYRIGHT 2017 GEEK EDUCACIONAL - SOLUÇÕES PEDAGÓGICAS & TECNOLOGIA